30 de março de 2012

so he tries to pacify her, 'cuz what's inside her never dies

'Me nego a viver em um mundo ordinário, como uma mulher ordinária. A estabelecer relações ordinárias. Necessito o êxtase. Não me adaptarei ao mundo. Me adapto a mim mesma'.  (a frase é de anais nin e foto daqui)

meu amor é teu, mas dou-te mais uma vez...


Tô apaixonada por todas as músicas do cd novo!

que é pra te dar coragem pra seguir viagem...



hoje em dia é muito comum pessoas que fazem tatuagem pelo corpo todo, a moçada tem braços e pernas 'fechados'. o zombie boy tem tatuagens até no rosto e ficou famoso por isso. eu e meu marido apelidamos 'carinhosamente' essas pessoas de garoto ou garota 'gibi'. imagine agora, como deveria ser ter o corpo todo tatuado lá na década de 20. pra mais fotos clique aqui. tem até moçoilas... me fez lembrar da tatuagem do keanu reeves no filme 'the private lives of pippa lee'.


29 de março de 2012

paper clips and crayons in my bed








amy hildbrand nasceu cega por conta de ser albina. com o tempo passou a enxergar algumas cores e formas, e ultimamente tem enxergado sombras. fez um blog lindo de fotografia, onde se propõe a tirar 1.000 fotos, uma por dia. amy fotografa sua família, cenas de seu cotidiano e lugares por onde passa. pra ver mais lindezas, vai lá: with little sound.

27 de março de 2012

i see you on a dark night!

pra fechar a 3a. e dar boas vindas pra 4a.

heaven is a place on earth with you


“Não espero por ela com um sentimento de amor; simplesmente, ela destrói minha solidão, me acompanha e vai se esfumando no decorrer do dia. Não penso em beijá-la quando a vejo, quando levanta a saia para a injeção. Mas quando descansa um instante na poltrona e mordisca o colar, seguindo com olhos cuidadosos um pensamento invariável e ignorado; quando tenho liberdade para imaginar a grossura de suas pernas e a intensidade do calor que têm ao se cruzar; quando, sem olhá-la, mas necessitando de sua presença pra poder fazê-lo, acrescento, modifico, exagero, suprimo, atenuo a forma e o peso de suas coxas achatadas contra o assento, e penso nos possíveis brilhos de seda e em sua penugem, em excessivos perfumes, na repentina e servil juventude que ela poderia emprestar-me, como termo de devolução e por alguns minutos, ocorre-me elegê-la como motivo de minha morte e morrer em seguida. Sem amor, sem verdadeiro desejo, sequer”.
+++
texto de juan carlos onetti que eu vi aqui e foto daqui.

23 de março de 2012

para todo o mal, a cura


'É como dar com o dedo no pé da cama:
dói insuportavelmente, dá raiva e falta de ar,
dá vontade de amaldiçoar o universo,
parece que você nunca mais vai ser capaz de andar.
Mas, graças a Deus, passa rápido.
Especialmente quando você deixa de olhar para o dedo,
para de apertá-lo,
procurando uma fratura exposta, e vai fazer outra coisa.
Os primeiros passos oscilam.
Só os primeiros.'

+++

lindeza de texto da sabrina davanzo e foto daqui.

hoje eu dei pra ser romântica



até que enfim é sexta-feira!!!

não sei de onde peguei essa foto...

22 de março de 2012

talvez num tempo da delicadeza







o-lie faz ilustrações tão lindas que fiquei na dúvida e acabei colocando muitas. pra ver escutando chico.


dia mundial da água


'Água!
Tu não tens gosto, nem cor nem aroma.
Não podemos definir-te,
Saboreamos-te sem te conhecermos.
Tu não és necessária à vida: tu és a própria vida!
Tu penetra-nos dum prazer
Que não se explica pelos sentidos.
Contigo reentram em nós os poderes
Aos quais tínhamos renunciado…
Por tua graça,
Abrem –se em nós todas as fontes corrompidas do nosso coração
Tu és a maior riqueza que existe no mundo,
E és também a mais delicada,
Tu, tão pura no ventre da terra.
Pode-se morrer a dois passos dum lago de água salgada.
Pode-se morrer de dois litros de orvalho que alguns sais retêm em suspensão.
Tu não aceitas mistura alguma,
Tu não suportas alteração alguma,
Tu és uma desconfiada divindade…
Mas tu espalhas em nós
Uma felicidade infinitamente simples.'
+++

essa tristeza não tem solução


"8 Pequenas tristezas do dia a dia e um desejo diferente

1.Triste ver que filmes são vistos apenas porque ganharam prêmios.
2.Triste ver o leitor que se pauta pelos livros mais vendidos.
3.Triste ver o ouvinte que se pauta pelas músicas mais tocadas.
4.Triste ver quem se veste com a roupa “que todo mundo tá usando”.
5.Triste ver quem batiza o próprio filho com o nome da personagem da novela.
6.Triste que qualquer “tendência dominante” se torne dominante apenas porque é repetida.
7.Triste ver a inconsciência do dono prepotente da verdade.
8.Triste a falta de pensamento sobre o que se faz e o que se vive.
Bom pensar que ainda há algo a ser descoberto e que se chama liberdade, sinceridade, dignidade."

+++

texto da marcia tiburi e foto minha.

19 de março de 2012

and the living is easy!

hoje é o último dia do verão, e logo depois de passarmos por um outono de temperaturas amenas (ao menos é como deveria ser) teremos mais um inverno gelado ( também uma suposição já que o tempo anda meio descontrolado). e mesmo com a maioria das pessoas reclamando do calor, de temperaturas escaldantes e clima quente de derreter, eu gosto do verão. prefiro tempo quente. adoro beber água gelada e suco trincando, e tomar sorvete de fruta saindo fumaça. gosto de ir a praia, e de caminhar com o sol batendo no rosto. funciono muito bem no calor. frio me dá preguiça. preguiça de levantar da cama e sair debaixo daquele edredom pesado e quentinho. preguiça de sair na rua. preguiça de tirar a roupa pra tomar banho. frio faz doer os músculos, e faz a gente colocar muitas camadas de roupa pra enfrentar as baixas temperaturas. e faz a gente querer comer. bastante. comer comida quente e pesada que faz engordar só de imaginar. eu não gosto do frio... (foto daqui)

every other day of the week is fine





e lá vem ela me atropelando outra vez...ah essa segunda-feira... as onomatopeias são daqui

16 de março de 2012

ótimo final de semana!!!



hoje na trilha sonora pro final de semana, deixo duas bandas que eu adoro, e que esse ano resolveram voltar pra nosso contentamento e deleite!!!! enjoy it!!!

the nutty professor


se estivesse vivo, jerry lewis completaria 86 anos hoje. eu tinha verdadeira adoração por ele e todos os seus filmes que eu assistia incansavelmente nas sessões da tarde. eu nunca entendi porque as garotas sempre preferiam o dean martin, quando ele era tão mais engraçado e sensível.

all i want is to be home





outra casa linda e colorida que me serve de inspiração. adorei as janelas grandes e cheias de claridade que invadem a sala. a reportagem toda você vê aqui.

i've got you under my skin


'Não lembro mais de reclamar falta de felicidade, não preciso mais fingir paciência nem me importar como o mundo gira. Até meus problemas tem hoje companhia, tem solução. Não tenho mais hábito de esquecer, não preciso me preocupar se serei esperada, aposentei o medo da solidão.
Tudo isso porque tenho você, pode ser frio, pode ser tarde e ainda assim eu tenho você.
As filas já não me incomodam, não ligo se me perco na metade do filme para te encontrar, tudo que é resto de gente já não me incomoda mais. Não brigo com o despertador, não me escondo mais do que tem que ser feito hoje, ando sem meias, dou risada por nada.
Tudo isso porque tenho você, pode ser triste, pode ser distante e ainda assim eu tenho você.
Falo baixo com meus irmãos, empresto meus livros, me devolvo pra quem me tinha. Sou atenciosa com estranhos, aprendi a salvar vidas com um sorriso, me recupero do verão e não acordo de mau humor na segunda pela manhã. Aprendi língua do silêncio, não implico em deixar alguém se estacionar no meu abraço.
Tudo isso porque tenho você, pode ser errado, pode ser difícil e ainda assim eu tenho você.
Tornei-me melhor para vida, o atraso já não me maltrata. Apeguei-me aos clichês, divido sorvete com você, meu tempo, meu corpo, minha vida. Concordo com todo exagero de quem ama, com toda babaquice de quem não sabe mais viver sem alguém. Me rendo pra idéia do destino, me convenço do amor.
Tudo isso porque tenho você, como se fosse hoje, eu tenho você.'
+++
a luara quaresma escreve textos lindos que só lá no blog dela. a foto é daqui.

sentir é estar distraído!





a mariana caldas faz fotos lindas e coloca nelas uma frase, um trecho de música ou poesia, sempre com muita delicadeza. pra ver mais, vai lá no poeme-se!

14 de março de 2012

diga lá, digo eu, diga você





um site coletivo, com várias formas de poesia, onde todo mundo pode participar. vai lá: gritepoesias.

ternura


Eu te peço perdão por te amar de repente
Embora o meu amor
seja uma velha canção nos teus ouvidos
Das horas que passei à sombra dos teus gestos
Bebendo em tua boca o perfume dos sorrisos
Das noites que vivi acalentando
Pela graça indizível
dos teus passos eternamente fugindo
Trago a doçura
dos que aceitam melancolicamente.
E posso te dizer
que o grande afeto que te deixo
Não traz o exaspero das lágrimas
nem a fascinação das promessas
Nem as misteriosas palavras
dos véus da alma...
É um sossego, uma unção,
um transbordamento de carícias
E só te pede que te repouses quieta,
muito quieta
E deixes que as mãos cálidas da noite
encontrem sem fatalidade
o olhar estático da aurora.
+++
hoje é o dia nacional da poesia e deixo aqui a lembrança com um poema de vinícius de moraes que eu sabia de cor e salteado quando mais novinha. minha irmã tinha esse livro dele que eu pegava escondido. esse era o da a primeira página e eu decorei de tanto ler e de tanto pegar o livro escondido. só que nunca dava tempo de chegar à segunda página, porque alguém me descobria antes. a foto é daqui.

12 de março de 2012

o guardador de rebanhos

O mistério das coisas, onde está ele?
Onde está ele que não aparece
Pelo menos a mostrar-nos que é mistério?
Que sabe o rio disso e que sabe a árvore?
E eu, que não sou mais do que eles, que sei disso?
Sempre que olho para as coisas e penso no que os homens pensam delas,
Rio como um regato que soa fresco numa pedra.
Porque o único sentido oculto das coisas
É elas não terem sentido oculto nenhum,
É mais estranho do que todas as estranhezas
E do que os sonhos de todos os poetas
E os pensamentos de todos os filósofos,
Que as coisas sejam realmente o que parecem ser
E não haja nada que compreender.
Sim, eis o que os meus sentidos aprenderam sozinhos:
As coisas não têm significação: têm existência.
As coisas são o único sentido oculto das coisas.
+++
eu hoje perdi o fretado e foi uma saga vir trabalhar. depois de 4 meses peguei metrô outra vez. depois de 4 meses, li mais uma vez o poema de fernando pessoa, que eu costumava ler todo dia na estação ana rosa do metrô, há 4 meses num outro contexto. e ontem fez 4 meses, mas eu me lembrei disso só à noitinha, quase na hora de dormir. (foto daqui)