29 de fevereiro de 2008

papo cibernético - parte II ou vai ser chata assim lá no MSN

Eu: Oi queridão!!!
Filho: Ola mamae
Eu: o papai já terminou a faxina?
Filho: Ele terminou de comessar . So terminou o quarto
Eu: hahahahahahaha... começar é com cedilha
Filho: eu esqueci
Eu: tudo bem, só to te lembrando
Filho: Voce è uma cabessona
Eu: hahahah... cabeçona também é com cedilha filho
...
Silêncio...
...
Filho: agente se fala mais tarde ;) eu vouassisti sonic
sent the wink "Carta de Amor"
Eu: tá bom bj (BJ, ABÇS)
...
Mãe é sempre mãe, até mesmo no MSN...

papo cibernético - parte I

Eu: ow, qdo puder e lembrar... manda um convite de orkut pro Filho, Eu e o Marido estamos tentando desde o carnaval e ele naum recebe nada... a Amiga tb ja tentou e ele naum recebeu
Sobrinha: pra qeee?! num precisa lintinhaaa..
Eu: como assim?
Sobrinha: entra no orkut.. tem la embaixoo.. ENTRE JÁ..clica la e efaaz ;D
Eu: mas na minha epoca era so com convite??
Sobrinha: aaaaah antes era mesmo.. mais agora mudo ;D
Eu: ahhh tahhh...
...
Silêncio...
...
Eu: afff, to ficando velha mesmo
Sobrinha: atualizaraam.. faz um tempinhoo ;D
bobaa ;P , aheuiaueiehheui

27 de fevereiro de 2008

será que a sorte virá num realejo?

PLANETA
Teu nascimento foi a maior alegria para teus pais. Foste uma esperança que se abre na mansidão de teu lar. És inteligente mas fazes traquinagens, isso não quer dizer que teus pais não te adorem. Na escola não serás assim. Gostarás e ganharás sempre notas bem altas. Em breve sairás triunfante nos teus estudos para depois cursares uma escola superior na qual alcançarás cultura sem grande esforço. No casamento serás feliz e terás poucos filhos. Terá sorte na loteria com o número 04944-B.
...
O Filho tirou a sorte no realejo... nunca tinha visto isso e ficou encantado. O mais tocante é que o texto, meio basicão e feito pra isso mesmo, tem pontos que encaixam e combinam com ele... ele achou o máximo, acreditou mesmo, queria até jogar na loteria porque tinha certeza que a gente podia ganhar... essa pureza de sentimento é linda, realmente coisa que a gente desaprende a ter. e o passarinho? ele não para de falar nela, a rita eu acho... ficou maravilhado!

26 de fevereiro de 2008

quem nasce em Seicheles* é shechelento?

sábado passado, assistindo ao programa altas horas vi a cantora Luiza Possi, contando sua história afetiva de total dependencia a uma fralda... a Mafalda! isso mesmo, aquela menina de lindos e redondos olhos azuis carrega consigo até hoje uma fralda de bichinho pra tudo quanto é lugar e se sente insegura se viaja/canta/dorme, sem a tal Mafalda, leva sempre na bolsa socadinha... quando esquece, todo mundo fica preocupado já sabendo da história. ela carrega desde criança, mas não é a mesma, quando rasga ou pui ela faz outra... mas, porque eu to falando sobre isso??? primeiro porque passei a admirar um pouquinho mais a moça pela coragem de contar em rede nacional tal mania, isso é pra poucos, e segundo porque senti uma baita identificação com ela e tive aquela sensação de conforto in-des-cri-tí-vel por saber que não sou só eu que tem essa dependência constante de um objeto com cheiro de infância. explico: chupei dedo até os 08 anos de idade, (pois é) e minha mãe não agüentava mais me ver pela casa com o dedão na boca e um travesseirinho de bebê que eu cheirava. depois de algumas brigas, tentativas frustradas de acordos verbais e muita psicologia infantil, apelou a um dentista amigo que me apresentou uma técnica de tortura ímpar: me colocava um aparelho com uns ferrinhos no céu da boca que me espetaria o dedo, em toda e qualquer tentativa de levá-lo a boca. minha mãe, muito inteligente, arranjou um travesseiro grande, e disse que me ajudaria a largar o dedo sem precisar do aparelho e foi então ganhei Seicheles I, vulgo Muxiba. acabei larguando o dedo mas me descobri totalmente dependente do Muxiba, tinha que dormir com ele socado na cara ou não dormia. troquei uma mania pela outra... carreguei ele comigo até os tempos da faculdade e ele me acompanhou pra todo e qualquer lugar... era pra passar a noite? Muxiba vai comigo... e eu tinha um ciúme danado dele... ninguém podia relar, deitar, babar... nada, isso era despertar a fúria em mim... o mais engraçado é que o único que permiti fazê-lo virou meu marido... Meu filho já havia nascido quando minha mãe (coitada, ela outra vez), vendo o estado deplorável do Muxiba me propôs trocar o pobre... fez um outro com todo amor e carinho, só pra satisfazer uma mania louca, da louca da filha dela. Nascia então Seicheles II, vulgo Shechelento, ‘carinhosamente’ apelidado por meu marido e filho... eles tiram o maior sarro de mim até hoje, mas o shechelento é o mais disputado nas guerras de travesseiro lá em casa.
...
*As Seicheles é a junção de alguns estados insulares africanos do Oceano Índico, constituído por vários arquipélagos localizados a norte e nordeste de Madagáscar. Fazem parte das Seicheles as Ilhas Seychelles propriamente ditas, as Ilhas Almirante, as ilhas Farquhar, as ilhas Aldabra e algumas outras ilhas dispersas. Além de Madagáscar, os seus vizinhos mais próximos são a Maurícia, a sueste, as Comores e Mayotte, a sudoeste, e as Ilhas Gloriosas, a sul. Capital: Victoria. (Fonte: Wikipédia)

24 de fevereiro de 2008

passado que já passou...

larguei o sentido da vida em algum lugar, e apesar de ter procurado por todos os cantos, ainda não consegui encontrar. perdi a graça da vida em algum canto da casa, e talvez a tenha varrido junto com a poeira e as migalhas. perguntei ao cachorro, à mobília antiquada, mas nem as plantas souberam me responder. ou talvez respondam em sussurros. me nego a ouvir. perdi também o entusiasmo. mas este acho mesmo é que fugiu por causa da falta de uso. foi procurar lugar mais quente onde talvez seja melhor cuidado...

21 de fevereiro de 2008

seu paletó enlaça meu vestido

tem uma moça que senta atrás de mim no fretado, que conversa muuitoo... escuto quase tudo, mas claro que é sem querer, eu juro... mas enfim, isso não vem ao caso, o que mais me intriga é que ela e o namorado que estão juntos há 02 anos, com quem ela ainda não sabe se quer casar ou não, por conta das diferenças de casal, que são grandes, se conversam umas 987 mil vezes durante todo o percurso, dando pontos chaves e detalhes de onde estão e o que estão fazendo... e em todas as vezes antes de desligar ela diz ‘te amo’... me dói lá no fundo escutar isso... será que ele acredita??? de verdaadee??? E ela, sente isso mesmo??? E toda vez que fala com ele??? É muito, né?? Um amor tão urgente e tão intenso que precisa ser externado assim o tempo todo??? Soa falso, pedante e excessivo, mesmo que ame perdida e desvairadamente. Se é assim por telefone como é ao vivo??? Assim pra mim automático perde a graça, é o mesmo que dar bom dia pra tia do café da empresa, sai até sem querer. Eu prefiro um ‘te amo’ que surge do nada, quando você não ta fazendo nada de especial, só sendo você... assistindo TV e mexendo o cabelo, lavando louça e cantando, olhando a janela e comendo a pelezinha do dedo... ou então quando vocês estão falando um monte de coisas bobas e rindo e gargalhando, daí vem aquele final de risada, depois o silêncio, um ‘ai ai, só você mesmo’ e depois um ‘te amo sabia?’ O melhor mesmo é no meio de uma discussão, quando a coisa realmente está ficando feia e dali só vai pra pior, e vem um ‘olha, ainda bem que eu te amo, viu?’ ... é de desarmar qualquer defesa, de apagar qualquer argumento, de quebrar as pernas de qualquer indivíduo. Melhor ainda é o ‘eu te amo’ de atitude e de gestos, muito mais fortes do que qualquer palavra... falam e demonstram muito mais um sentimento do que qualquer coisa. 'Eu te amo' diz muita coisa e é muito forte pra ser gasto assim sem medida.

7 de fevereiro de 2008

pra resumir...

ó abre alas que eu quero passar...
sábado de carnaval...os moços da Net apareceram a tempo de salvar nossos cinco dias de folia. que maravilha... ave tv a cabo, ave internet!!! as panelas novas também chegaram... afff... já vi que vamos ter dias de confinamento e engorda nesta casa...
...
viemos do egito e muitas vezes nós tivemos que rezar...
domingão de carnaval na praia da baleia no sahy... realmente muitos espécimes raros e em extinção por ali. E salve monobloco!!!

...
eu quero é botar meu bloco na rua...
segunda feira passeio cultural pelos museus do mar e marítimo, muuuito legal apesar de muuuito velho... os bichos empalhados estavam... hã digamos... sujos, e os em conserva... estavam assim... meio que sei lá. Sabe frango a granada, batata aos murros? então... aquele filhote da lula gigante tava esquisito...

...
quanto riso, ó quanta alegria...
terça feira bem gorda de carnaval, teve marchinha de rua e casal de velhinhos dançando... a pinacoteca estava fechada então, só nos restou o carrefour...
fazer o que?!?!?!?! só sei que pão quentinho saído do forno com manteiga derretendo é uma delícia!!!!
...
se a canoa não virar olê olê olá...
quarta feira de cinzas...a vida volta ao normal sempre cinza... perde a magia colorida de feriado e fim de semana e a gente volta pra vida de sempre...